cinta modeladora

Cinta modeladora: qual o tempo ideal que ela pode ser usada por dia?

A cinta modeladora é uma peça fundamental dentro de um guarda-roupa, tanto masculino, como feminino. Como vastamente anunciado pelo mundo da moda, esse item pode melhor lapidar a região do peitoral/seios para baixo, até a parte do abdômen, de modo a fazer com que as pessoas se sintam bem com o seu corpo e melhor se adequem às roupas. Além disso, auxilia no processo de recuperação de pacientes que passaram por cirurgias e corrige a postura.
Mas é importante tomar ciência de que não se deve usar a cinta modeladora de forma excessiva. Isso pode trazer problemas para a saúde. Para saber qual é o tempo ideal de uso diário, continue a leitura!

Cinta modeladora: tempo de uso diário

Conforme especialistas, não se deve usar uma cinta modeladora por mais de 8 horas diárias. A regra geral é essa. Todavia, em se tratando de recomendação médica, o número de horas é combinado de acordo com o tratamento estético ou de saúde indicado pelo profissional especialista.
O ideal, na verdade, é utilizar a cinta em horários diurnos e por no máximo 4 horas. Os especialistas afirmam que com esse tempo de uso já se consegue um resultado satisfatório.
Em caso de uso de cinta para o pós-operatório, alguns profissionais recomendam o uso pelo prazo de até 23 horas por dia, tirando-a somente em casos realmente necessários, como banho ou para se lavar. No entanto, como dissemos, esse é um caso isolado de recomendação médica.

O que acontece caso use cinta modeladora de forma excessiva por dia?

O uso de cinta modeladora de forma excessiva por dia pode gerar alguns problemas para a sua saúde. A seguir, conheça os principais:

Compressão dos órgãos

O primeiro problema é a compressão dos órgãos, como estômago e rins, o que pode comprometer o seu funcionamento, mas nada de tão grave, portanto, acalme-se. Isso acontece porque a cinta aperta a região onde ela é colocada. Esse problema gera mais outros dois.

Prisão de ventre

A prisão de ventre ocorre pelo fato de que ao apertar por muito tempo (mais do que o tempo ideal) o estômago, a cinta pode comprometer o seu funcionamento, como o processo de defecação, que é próprio desse local.
Uma forma de resolver esse problema é comer mamão, algo que é saudável, e usar a cinta com moderação.

Má digestão

O uso excessivo da cinta também pode gerar má digestão, ou seja, retardar o processo de digestão, de modo a comprometer o seu metabolismo.

Problemas de respiração

Por fim, pode gerar problemas de respiração, sobretudo se ela for usada durante a prática de exercícios físicos. Quando o oxigênio não circula adequadamente pelo corpo, pode gerar problemas como varizes e inchaço nas pernas, por exemplo.
Como vimos, a cinta modeladora se apresenta como uma peça fundamental para quem deseja melhor moldar o seu corpo e se recuperar mais rapidamente no processo pós-cirúrgico, mas o seu uso deve ser ponderado, para que assim não prejudique a sua saúde.
Gostou deste conteúdo e gostaria de ler outros? Em caso de resposta positiva, não deixe de acompanhar as publicações em nosso blog!