cinta modeladora

Quais são os tecidos normalmente usados em modeladores?

Os modeladores são cintas usadas no pós-operatório de cirurgias estéticas como lipoaspiração, abdominoplastia ou, em alguns casos, no pós-parto. Além disso, a cultura de se usar cintas modeladoras é antiga e faz parte da história mundial da estética feminina. Entretanto, as cintas modeladoras têm ganhado mais espaço para fins terapêuticos, em que a recuperação pós-cirúrgica da mulher é priorizada.

As cintas modeladoras também são usadas para correção postural, fazendo parte do tratamento de homens, mulheres e até mesmo crianças. Ou seja, é possível extrair inúmeros benefícios para a coluna com o uso constante de modeladores, já que a compressão favorece a postura e alivia parte das dores no local.

Além de seu uso ortopédico, as cintas modeladoras são famosas por sua função estética: seu uso diário favorece a modelagem da cintura, diminui sua circunferência e pode impactar positivamente no excesso de gordura abdominal. Mantendo seu uso, a pessoa pode conquistar alguns números a menos no vestuário e a manutenção da autoestima.

Com tantas opções no mercado, pode ser complicado escolher qual modelador adquirir. Hoje em dia, com a diversidade de tecidos e tecnologias, é cada vez mais necessário entender todos os detalhes para comprar o produto certo para sua necessidade. Para conhecer mais, saiba agora sobre os tecidos normalmente usados em modeladores e entenda suas finalidades:

Cotton

O cotton é um tecido composto por 92% de algodão, e apenas 8% de elastano: isso significa que, apesar de o algodão ser agradável ao toque, o tecido é elástico por causa da fibra sintética elastano. Assim, a cinta modeladora é confortável sem perder sua propriedade terapêutica ou estética.

Este tecido tem a vantagem de ser hipoalergênico, diminuindo o risco de coceiras e alergias durante o seu uso. Além disso, o cotton permite uma melhor respiração da pele, evitando a formação de fungos e favorecendo a temperatura natural do corpo.

As cintas modeladoras de cotton podem ser lavadas normalmente, entretanto é recomendado que o produto não seja alvejado. Seguindo as dicas de higienização, também não se deve passar a cinta com ferro acima de 110 graus Celsius – utilize as funções “acrílico ou acetato” disponíveis no ferro de passar.

Cetinete

O tecido cetinete é composto por 93% de poliamida e 7% de elastano: dois tecidos de procedência sintética, portanto, é normal que a cinta modeladora possua uma segunda parte de algodão. O toque deste tipo de tecido é mais espesso, conferindo mais firmeza à estrutura do modelador.

O cetinete pode ser encontrado na maioria das cintas, lingeries de compressão e sutiãs para pós operatório do mercado. Um detalhe importante é a durabilidade, que costuma ser maior por causa de sua espessura e poder elástico.

No caso das cintas modeladoras de cetinete, é recomendado que seja lavada somente uma vez por semana. E, para não danificar seu formato e tecido, deve-se lavar somente à mão e sem esfregar vigorosamente. Para finalizar o processo, tire o excesso de água com uma toalha e deixa secar à sombra, sem usar o ferro de passar após a secagem.

Cetinete Plus

O tecido cetinete plus é o cetinete com maior poder de compressão, sendo composto de 90% de poliamida e 10% de elastano. Este tipo de material sintético foi desenvolvido para roupas especiais, geralmente usadas para fins terapêuticos como: correção de postura e tratamento pós-cirúrgico de retirada de pele. Sua estrutura de fibras garante maior suporte e sustentação, sendo a preferida entre cirurgiões e ortopedistas.

A trama do cetinete plus é detalhadamente vazada, permitindo a respiração ideal da pele e dos pontos cirúrgicos. Por isso, a cinta modeladora feita com esse material, também pode ser utilizada em treinos esportivos dentro e fora da academia. Seu conforto e maleabilidade asseguram a mesma performance nos exercícios e ajudam a modelar o corpo.

Para aumentar a durabilidade da sua cinta modeladora de cetinete plus, é recomendado que a modeladora seja armazenada em seu formato original. Ou seja, ao guardá-la, evite dobrar ou torcer, para não alterar sua modelagem e funcionalidade.

Cetinete com Emana

O cetinete com Emana, um tipo especial de poliamida, é um dos mais procurados do mercado de cintas modeladoras. Este tecido é composto por tecnologia avançada, que estimula a circulação sanguínea e promove a diminuição da gordura e celulite no local utilizado. Além desses benefícios, a cinta de cetinete com Emana é confortável e não dificulta os movimentos corporais.

A cinta modeladora que leva este tipo de tecido sintético, é muito usada em treinamentos de musculação e ginástica. O seu material especial auxilia no equilíbrio de temperatura corporal e ainda diminui as dores musculares durante a execução dos exercícios.

A recomendação para lavar e cuidar da sua modeladora com este tipo de material é simples: é permitido lavar diariamente, desde que seja à mão e sem esfregar muito. Entre os produtos escolhidos, evite amaciantes e alvejantes e deixe secar à sombra. Para o processo de secagem, é importante estar atenta: algumas cintas modeladoras exigem que o material seja colocado em geladeira, para evitar qualquer dano ao tecido. Portanto, é essencial ler as instruções de uso e lavagem disponíveis pelo fabricante.

Sobre o látex e Neoprene: ambos são feitos de borracha, podendo ser utilizados tanto em cintas modeladoras como em roupas para esportes aquáticos. É fundamental ressaltar que os dois materiais não favorecem a respiração da pele, portanto recomenda-se o uso por apenas algumas horas do dia.

É mais comum identificar estes materiais em roupas de academia, já que algumas pessoas utilizam como uma forma de incentivar a transpiração e a perda de líquidos corporais. Já para a prática de mergulho, o Neoprene é utilizado pois conta com uma estrutura especial para evitar a entrada e saída de água de seu material. Por isso, o material é o favorito dos atletas de esportes aquáticos.

Para cuidar da sua cinta modeladora de Neoprene, é indicado que o tecido seja deixado de molho por 20 ou 30 minutos em água fria e detergente neutro. Tanto a parte externa como a parte interna, devem ser deixadas de molho, uma de cada vez. Finalize o processo deixando-a secar em cabide, à sombra.

Para adquirir mais informações sobre cintas modeladoras, acesse o site e conheça os produtos.