cinta modeladora

Quarentena: 5 dicas para não deixar os exercícios de lado nesse período

Manter o bem-estar e a saúde durante a pandemia do Coronavírus é fundamental, para que os dias sejam mais agradáveis e leves, em meio à necessidade de ficar mais tempo em casa.

Mesmo quando não for possível frequentar a academia, ir a parques, praças e outras áreas de lazer, em função dos riscos de aglomeração, pode-se manter o corpo e a mente em movimento.

Confira algumas dicas para não deixar os exercícios de lado neste período de isolamento social, garantindo uma vida mais feliz, equilibrada e produtiva.

Atividade física, praticada de forma orientada, segundo o Conselho Federal de Educação Física (Confef), faz parte das ações de combate à Covid-19. Realizada com regularidade e de acordo com as condições individuais, ajuda a elevar a resistência do organismo.

Além disso, os exercícios auxiliam na redução dos efeitos negativos do comportamento sedentário, do estresse e da ansiedade, que elevam o risco de doenças psicossomáticas, decorrentes da quarentena contra a doença.

1. Descubra as atividades que você mais gosta

Primeiramente, para se manter ativo é preciso buscar atividades aeróbicas, ou seja, que usam oxigênio para gerar energia muscular por grandes períodos de tempo. Entre os exercícios do gênero que podem ser realizados dentro do lar ou pátio estão:

– Dança;
– Ginástica;
– Caminhada;
– Corrida;
– Bicicleta;
– Subir e descer escadas;
– Além de outros.

Sugere-se escolher aqueles que mais lhe agradam e promovam satisfação, pois assim, aumentam as chances de o exercício ser incorporado na rotina.

Outra opção é garantir o alongamento, que pode ser associado a práticas respiratórias, posturais e de relaxamento, entre outras técnicas, por meio da yoga.

Pode-se também focar mais na mente, por meio da meditação ou reproduzir alguns movimentos típicos da musculação, como:

– Levantar pesos;
– Fazer agachamentos e abdominais;

2. Torne o exercício parte de sua rotina 

É importante manter uma certa regularidade, para que o corpo sinta as diversas vantagens da prática de atividades físicas. Conforme o Ministério da Saúde, alguns benefícios são:

– Maior condicionamento muscular e cardiorrespiratório;
– Fortalecimento de ossos, além dos músculos;
– Diminuição do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose, fibromialgia e alguns cânceres, entre outras enfermidades;
– Melhorias na saúde mental e do humor;
– Diminuição do estresse;
– Controle da pressão arterial e de níveis de açúcar no sangue;
– Redução de quadros de depressão;
– Melhor autoestima, que pode ser potencializada pelo uso de cinta modeladora, e sensação de bem-estar;
– Expectativa de vida elevada;
– Controle de peso;
– Avanço na qualidade do sono;
– Maior autonomia nas atividades diárias e prevenção contra quedas para a população da terceira idade.

Encontre um espaço na sua residência ou apartamento que tenha trânsito livre ou possibilite a realização de atividades físicas temporariamente. Áreas abertas na casa ou condomínio, por exemplo, como quintal, varanda ou pátio podem ser mais convidativos, principalmente se tiverem áreas verdes.

Locais calmos podem ajudar alguns na concentração e no relaxamento, enquanto outros preferem colocar música para ter uma motivação ou alegria a mais durante o exercício.

3. Encontre o melhor horário para fazer exercícios

A escolha do horário para a prática de atividades físicas deve estar alinhada à sua agenda e aos seus objetivos. Durante a quarentena, muitos afazeres foram alterados para se adaptar ao home office, um maior número de tarefas domésticas e outros compromissos com a família.

Não há problema de incluir exercícios pela manhã, ao longo da tarde ou somente à noite, desde que seja possível manter uma certa frequência. É importante que o corpo acompanhe a sua escolha, tornando-se um momento prazeroso.

Comece devagar, em alguns dias da semana, respeitando os seus limites. Vá, aos poucos, aumentando a frequência e o ritmo dos exercícios, evitando exageros ou possíveis lesões.

Mesmo se for praticar sozinho, siga as orientações de um profissional habilitado, que saberá indicar a sequência e o passo a passo de cada movimento corretamente, como:

– Educador físico;
– Personal trainer;
– Dançarino;
– Terapeuta.

4. Muitas opções por lives, vídeos, redes sociais ou aplicativos

Em função das restrições geradas pela crise de saúde pública, econômica e social, cresceram as opções na internet para a prática de exercícios online.

Há vários tutoriais, vídeos, webséries e plataformas, além da realização de lives nas redes sociais das mais diversas modalidades e assuntos relacionados à saúde e ao bem-estar.

A produção destes conteúdos se tornou uma boa opção para profissionais e alunos se ajudarem neste período de quarentena, trocando experiências e incentivando outas pessoas a também praticarem exercícios.

Se você for se guiar apenas pelas novas tecnologias, redobre os cuidados com a postura, para não sobrecarregar o corpo ou ter problemas na coluna.

É comum ficar um pouco dolorido no início até o organismo se acostumar, mas se as dores persistirem, será preciso reduzir a carga ou trocar de exercício.

5. Mantenha a motivação para malhar em casa

Aproveite o maior tempo em casa para fazer coisas que você aprecia, garantindo a motivação necessária para se manter ativo.

Converse virtualmente com amigos, familiares e quem mais você gosta, para se manter animado, garantindo a manutenção da sua saúde mental.

A prática de exercícios é essencial contra a ansiedade e a depressão, que podem surgir durante a quarentena. Realizar atividades físicas estimula a produção de endorfina, que possui ação analgésica e gera a sensação de bem-estar, conforto, bom humor e alegria.

Além disso, proporciona felicidade, sendo fundamental para garantir a imunidade, que também nos protege contra os riscos de contaminação do novo Coronavírus.

Para melhorar os resultados, podem-se usar cintas modeladoras, que ajudam a moldar o corpo, além de aliviar dores nas costas. Elas também auxiliam na eliminação de líquidos, favorecendo a redução de medidas.

O acessório dá uma certa segurança nas práticas físicas, estabilizando a lombar durante um treino de musculação, por exemplo. A compressão do uso contínuo pode ainda modelar a cintura, potencializando as suas curvas.

Precisa de ajuda para malhar, melhorar as medidas e garantir o emagrecimento? Potencialize os seus resultados com as nossas cintas modeladoras:

– Femininas e masculinas;
– Pós-parto;
– Cirúrgica;
– Abdominoplástica;
– De lipoaspiração.

Elas são ideais para não deixar os exercícios de lado nesse período, com mais qualidade e dando uma aparência mais confiante. Conheça os nossos produtos pelo site.