cinta modeladora

Saiba quais são as principais contraindicações na hora de utilizar cinta modeladora

A cinta modeladora é um acessório que faz parte da vida de muitas pessoas. Além de ser imprescindível para a recuperação correta após uma lipoaspiração ou abdominoplastia, ela também é usada para fins estéticos, modelando o corpo até a forma desejada.

Não há problema algum em usar para valorizar e modelar o corpo. Porém, é preciso ter em mente que ela não é simplesmente uma roupa de baixo. Como ela promove mudanças no organismo, é preciso tomar alguns cuidados na hora de utilizá-la.

O uso inadequado da cinta pode ser muito perigoso à saúde. Um dos principais problemas ocasionado por essa imprudência está relacionado à circulação do sangue, que pode ficar prejudicada. Além disso, os músculos do abdome e da coluna, o que pode causar desvios posturais e até mesmo dificuldade para respirar.

Porém, não há motivo para pânico. Seguindo as dicas que daremos aqui, você pode usar a cinta sem medo! Confira a seguir quatro coisas a NÃO se fazer quando se usa a cinta modeladora :

1. Não ultrapasse o limite de horas seguro

Em casos cirúrgicos, geralmente a recomendação é que a cinta seja usada o tempo todo, tirando-a apenas para tomar banho e higienizá-la. Isso porque ela é importante para a recuperação. Porém, quando se trata da cinta modeladora para fins estéticos, a recomendação é totalmente diferente.

Nesse caso, o ideal é que você utilize essa cinta apenas de duas a quatro horas. Esse tempo já é ideal para ajudar com a definição da cintura. Para quem já é acostumado com a cinta, o tempo pode ser ligeiramente aumentado. Mas jamais você deve ultrapassar oito horas de uso no dia.

Muitas vezes, levados pela falsa ideia de que a cinta ajuda na perda de peso, alguns decidem utilizá-la pelo máximo de tempo possível. Isso não deve ser feito sob hipótese nenhuma. Além de acarretar em uma série de problemas respiratórios, de circulação e até mesmo estomacais, não adianta nada.

Usar a cinta é uma ótima forma de modelar o corpo e reduzir medidas. Depois de algum tempo de uso, realmente a cintura fica mais fina e a proporção do corpo fica diferente. Isso está relacionado ao fato de que a cinta também atua na melhora da postura. Porém, não há nenhum estudo que prove que ela ajuda a perder peso. Portanto, nada de exageros.

2. Não compre uma cinta inadequada

Quem nunca comprou uma peça de roupa que não estava exatamente no tamanho certo, pensando que logo ela estaria servindo? Fazer isso com uma calça jeans ou vestido não tem problema. Porém, é uma péssima ideia quando você pretende comprar uma cinta modeladora.

A compra de uma cinta modeladora é algo que precisa ser feito com o máximo de cuidado e prudência. Se o uso for pós-parto ou pós-cirúrgico, o ideal é que você converse com seu médico para que ele recomende o tipo e tecido ideal para as suas necessidades. Para uso estético, você tem mais liberdade de escolha. Portanto, não significa que ‘qualquer uma serve’.

O primeiro cuidado que você deve ter é em relação ao tecido. Garanta que a cinta é de um material que respira e de fácil lavagem. Dê preferência também aos tecidos mais elásticos, pois ficam mais confortáveis no corpo. O cetinete de compressão é o mais indicado na maioria dos casos, a não ser que você tenha alergia a esse material.

Outra questão importante é o tamanho. É comum a pessoa achar que pode comprar uma cinta menor, para conseguir uma cintura mais fina. Não só isso não dá certo, como pode fazer muito mal. Uma cinta muito apertada pode causar dormência nas pernas e dificuldades de respiração. Uma cinta muito grande, por sua vez, não cumpre sua função adequadamente. Portanto, o ideal é medir a sua cintura e comprar a cinta do tamanho correto.

3. Não durma com a cinta

A cinta pode ser um pouco incômoda, pois limita um pouco os movimentos e pode esquentar. Justamente por essas características, há quem prefira usar a peça enquanto dorme, pensando que ela pode fazer o efeito durante a noite. A não ser em casos de recuperação cirúrgica, essa é uma atitude horrível a se ter.

Usar a cinta modeladora enquanto dorme não é mais efetivo do que usá-la durante o dia. Além disso, ter algo restringindo seus movimentos pode atrapalhar seu sono e o relaxamento do organismo. E como o horário recomendado de sono é de oito horas por dia, é muito tempo para ficar com a cinta diretamente.

Portanto, guarde a cinta para uso diurno, ou ainda para uma festa ou ocasião especial. Aproveite a noite para relaxar e deixar o seu corpo livre para restaurar as energias.

4. Não ignore os sinais do seu corpo

Essa talvez seja a dica principal quando se trata de usar a cinta modeladora para fins estéticos. As recomendações são baseadas em estudos médicos e se aplicam, de forma geral, a todos que desejam utilizar o acessório. Porém, cada organismo tem a sua configuração.

O tempo e a forma de uso da cinta dependem da idade, gênero, formato do corpo e condições de saúde pré-existentes, entre outros fatores. Portanto, o que é verdade para uma jovem de 20 anos com lordose pode não ser verdade para uma mulher de 40 com problemas digestórios, por exemplo.

Então, a recomendação mais importante é: ouça os sinais do seu corpo. Se você está usando a cinta há uma hora e está se sentindo anormalmente desconfortável, com náuseas ou tonturas, por exemplo, retire-a imediatamente. Não se force a usar a cinta além do que o seu organismo aguenta, porque o resultado não será efetivo.

Seguindo esses cuidados, normalmente é possível usar a cinta e ter o corpo definido que você deseja. Porém, infelizmente algumas pessoas realmente não podem fazer uso da cinta por uma série de problemas.

Se quiser saber quando a cinta não é indicada , leia esse outro texto do nosso blog. Além disso, não deixe de conferir nossos produtos! Todas as nossas cintas são produzidas com a melhor qualidade e cuidado.