cinta modeladora

Tudo o que você precisa saber sobre a evolução das cintas modeladoras

As cintas modeladoras são parceiras das mulheres há um bom tempo. Seja pós-cirurgia ou simplesmente para se sentir melhor em um modelito, você pode ter certeza de que elas estarão presentes. Mas você conhece sua evolução? Como ela chegou no que é agora? Vamos te contar, continue lendo!

O começo de tudo

Antes de conhecermos a cinta de hoje, precisamos saber sobre seus antepassados. E o mais conhecido deles é o espartilho. Que nada mais é do que a evolução das faixas que eram usadas na idade média. O primeiro espartilho servia para ser usado por cima da camisa.

Seu material era extremamente pesado, da mesma forma que as outras peças que as mulheres vestiam também eram. Em uma época, ele dava suporte aos seios, tornando tudo muito mais sensual. Em outra, ajudava a melhorar a postura, e chegou a ser feito até mesmo de madeira ou prata.

Já no século XVIII, ele passou a ser uma peça muito mais confortável e flexível e servia, também, para evidenciar os decotes usados pelas moças da época.

O apertado espartilho

Muito tempo depois, o espartilho passou anos em desuso, e só voltou à ativa na era Vitoriana. Sendo assim usado para o que mais conhecemos hoje, afinar a cintura. Ele era denominado como uma forma orgânica de se obter a silhueta em S tão famosa na época, mas era extremamente perigoso já que forçava a curvatura do corpo.

E ao longo dos anos, usar espartilho passou a ser visto com uma forma de opressão, principalmente com tantos movimentos femininos acontecendo. E como outras várias conquistas feministas, as mulheres passaram a deixar essa peça de lado para usarem roupas mais leves e simples.

Moda cíclica

Como sabemos, a moda é algo totalmente cíclico, logo, em algum momento o espartilho voltaria a ser usado. E não foi diferente. Ele voltou de forma mais contida na época da Segunda Guerra Mundial, mas foi só dois anos após o fim dela que ninguém mais ninguém menos do que Christian Dior reviveu a peça a fim de modular os seios das mulheres.

A cinta modeladora como vemos hoje

Após muitas outras evoluções, a moda cíclica trouxe de volta o espartilho, mas um tanto quanto diferente. Já que a cinta modeladora é de um material confortável, flexível e totalmente adaptável. E hoje ela pode ser usada todos os dias e não causa nenhum prejuízo à saúde da mulher, diferente dos apertados espartilhos.

E conforme as pesquisas e tecnologia avançam, mais tecidos, cores e tamanhos da cinta modeladora surgem. Sendo muito mais fácil de encontrar algo que combine com o corpo de cada mulher.

Compre com a gente!

Miracle Belt é fabricante de cintas modeladoras femininas e masculinas de alta compressão e excepcional qualidade. Temos orgulho em dizer que a nossa cinta tem a maior qualidade do mercado.

Visite já o nosso site e não deixe de ler outros artigos em nosso blog.