cinta modeladora

X benefícios que o uso de cinta modeladora pode trazer após uma cirurgia

A decisão de fazer uma cirurgia é muito importante. Desde a escolha do cirurgião, ao período pós-operatório, muitos cuidados devem ser tomados. O uso da cinta modeladora pode trazer muitos benefícios após uma cirurgia, e por isso ela é muito recomendada pelos médicos.

A mulher que está passando pelo pós-parto, ou que acabou de fazer uma abdominoplastia ou lipoaspiração, deve ter a cinta modeladora como sua principal aliada. Ela é indispensável para uma boa cicatrização e para que os resultados da cirurgia sejam satisfatórios, e cabe ao cirurgião indicar tanto o uso dela quanto o tempo de uso dessa cinta.

Veja aqui, o que você precisa saber sobre a cinta modeladora e 4 benefícios de usá-la no período pós-cirúrgico.

Do que é feita a cinta modeladora?

Em geral, as cintas modeladoras são feitas de materiais como poliéster, nylon e acetato, mas no caso da cinta cirúrgica, o ideal é que ela seja feita de um material específico, chamado tecido cirúrgico. Ele dá a segurança necessária para o corpo, em especial para a área operada, que está mais fragilizada em função dos pontos.

Mas independente de qual material é feito a cinta, o importante é escolher uma que seja do tamanho adequado para a paciente que vai utilizá-la. A cinta modeladora do tamanho correspondente ao corpo vai ser mais muito mais confortável, ajudando a mulher no processo de recuperação, que pode ser doloroso e incômodo. Nada de pegar a cinta emprestada de amigas ou parentes, viu?

Benefícios do uso da cinta modeladora após uma cirurgia

Muitas mulheres questionam os cirurgiões sobre a real necessidade e importância do uso da cinta modeladora no período pós-operatório. Afinal, com o corpo dolorido e debilitado após a intervenção, a última coisa que a paciente quer é uma faixa desconfortável justamente no local da cirurgia, não é mesmo?

A realidade é que as cintas modeladoras são muito importantes no período de recuperação de uma cirurgia, e seus benefícios são tanto por motivos estéticos como pela saúde da paciente em questão. Veja as vantagens:

1) Cicatrização

Por exercer pressão constante no local onde foi feita a incisão na hora da cirurgia, a cinta auxilia na fixação da pele na sua nova posição e evita sangramentos, dessa forma a cicatrização pode acontecer da maneira correta.

Aqui, vale o alerta sobre utilizar a cinta modeladora de tamanho ideal, já que se a cinta for muito apertada pode prejudicar na circulação de sangue no local, e se for muito folgada pode gerar edemas (inchaço) ou dificultar a fixação da pele na nova posição. Todos esses fatores afetam o processo de cicatrização e consequentemente a recuperação da paciente.

2) Postura

Algumas mulheres se queixam da falta de mobilidade que a cinta modeladora causa, principalmente no período após uma cirurgia. Entretanto, esse desconforto é necessário, já que a paciente não deve abusar e fazer movimentos bruscos.

Uma possível dobra da pele lesionada durante a operação pode causar problemas graves não só para os resultados estéticos, mas pela saúde da paciente. A cinta modeladora acaba forçando a mulher a ficar com a postura correta, e assim ajuda a evitar lesões, dores ou até mesmo a abertura dos pontos.

3) Evita a flacidez e remodela o corpo

Quem passa pelo procedimento de lipoaspiração ou abdominoplastia, pode acabar ficando com a pele flácida por causa da retirada de gordura do corpo. Nesse sentido, a cinta modeladora pode auxiliar, pois exerce uma pressão uniforme no local, ajudando a evitar a temida flacidez.

Também em função da pressão e compressão do local onde a intervenção foi feita, o uso da cinta cirúrgica pode favorecer a remodelagem do corpo.

Aqui, vai um alerta: diferente das cintas do tipo espartilho e corselete, famosas desde o século XIV e que estão novamente em alta com as redes sociais, a faixa de compressão pós-operatória não tem como objetivo a redução aparente de medidas.

4) Protege o corpo

A cinta modeladora adequada para ser utilizada no período pós-operatório é feita de tecido cirúrgico, um material resistente e que dá firmeza e sustentação ao corpo. Esses fatores são importantes, pois protegem o corpo da paciente contra incidentes que possam acontecer.

O simples fato de esbarrar com mais força em alguém ou fazer algum movimento brusco sem estar utilizando a faixa pode ser prejudicial na recuperação da paciente, com o risco de abertura dos pontos cirúrgicos. A cinta modeladora age como um escudo!

Dicas

Confira na embalagem da sua cinta modeladora qual a melhor maneira de higienizá-la. Nunca coloque na máquina de lavar roupas ou torça ela na mão, pois apesar de ser feita com um material resistente, isso pode diminuir a durabilidade da sua faixa.

A secagem da cinta também deve ser feita de maneira correta e completa. Já que os fungos e bactérias adoram ambientes úmidos, deixe sua faixa secar por inteiro antes de colocá-la de volta ao corpo. O tecido molhado pode ter sido contaminado, e em contato com a pele e com os pontos da cirurgia pode causar algum tipo de infecção.

Se possível, tenha duas cintas modeladoras. Já que você vai passar bastante tempo com ela no corpo, normalmente 23 horas ao dia, podendo ser retirada apenas para o banho e para a higienização da faixa, pode ser que você precise de outra peça para usar enquanto sua cinta estiver lavando ou secando.

O modelo de cinta modeladora com colchetes costuma ser o mais confortável para as pacientes em período pós-cirúrgico, pois facilitam na hora de vestir e também nas idas ao banheiro. Além disso, esse modelo é discreto e fica sutil por debaixo da roupa.

Confira com o seu cirurgião a possibilidade de fazer exercícios físicos leves e sessões de drenagem linfática. Essas atividades, aliadas ao uso da cinta modeladora, podem ajudar na recuperação da paciente.

Neste artigo, concluímos que, mesmo podendo ser bastante incômoda, a cinta modeladora feminina é essencial e traz muitos benefícios para as mulheres que estão passando pelo período pós-operatório.

Leia mais artigos no nosso blog e conheça nossos modelos de cinta modeladora na loja virtual Miracle Belt.